Carta do Sinsej aos candidatos a prefeito

As eleições estão próximas. Elas vão definir os novos Prefeitos que governarão as cidades a partir de 2013.

Temos acompanhado os discursos e as propostas dos candidatos. E percebemos que, normalmente, fazem promessas genéricas sobre as questões, principalmente quando se referem ao serviço público, à educação, à saúde e aos servidores que prestam serviço para a população.

Estamos cansados de discursos vazios do tipo “educação e saúde são nossas prioridades!” ou “vamos valorizar os servidores”!…

A sociedade precisa de respostas concretas e objetivas. Algum candidato vai se comprometer com o cumprimento integral da Lei 11.738/08, que trata do Piso do Magistério e das horas-atividade? Algum candidato vai se comprometer em garantir o acesso de cursos de graduação e aperfeiçoamento na carreira dos servidores? Algum candidato vai se comprometer a aplicar a jornada de 30 horas na enfermagem, além de regulamentar a jornada dos servidores administrativos? Algum candidato se compromete com a redução do número de alunos em sala de aula? Quem assume a resolução dos problemas da saúde do servidor público? Quem se compromete a aumentar o quadro do Hospital São José. Quem vai ampliar as equipes da Estratégia Saúde da Família?

Quem se dispõe a administrar a cidade precisa ser sério com o tratamento das questões do serviço público.

Por isso, o sindicato está encaminhando a cada candidato uma carta com algumas das principais reivindicações da categoria. Temos a certeza de que o cumprimento dessas questões trará melhor qualidade de vida e de trabalho para os servidores públicos, sejam eles professores, médicos, enfermeiros, técnicos, agentes administrativos, operacionais… E se os servidores tiverem uma situação de trabalho melhor, toda a comunidade ganha, com a melhoria da qualidade do serviço público ofertado.

Não podemos achar que teremos a melhor escola do mundo, se os professores continuarem sobrecarregados em salas superlotadas, com pouca hora-atividade e piso salarial rebaixado.

Não teremos uma saúde de qualidade enquanto nossos profissionais se desdobram atendendo muito mais do que sua capacidade, em jornadas extenuantes, com falta de materiais e equipamentos.

Os agentes operacionais não resolverão todos as necessidades da comunidade enquanto continuar faltando os produtos básicos nas regionais de obras.

O Sinsej entregará uma carta a cada um dos candidatos de Joinville, Garuva e Itapoá, esperando respostas objetivas a essas questões. Cada resposta será publicada em nossos canais. Esperamos que essa iniciativa contribua para um bom início do próximo governo, com responsabilidade, com respeito ao servidor e aos usuários dos serviços públicos.


Download Sinsej Comentário da Semana – 6/8/2012

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × 5 =