Ato celebra dez anos da ocupação da Cipla

Nesta quarta-feira (31/10), às 19h, acontece o ato comemorativo sobre o aniversário de dez anos da ocupação operária da fábrica Cipla. O evento será na Câmara de Vereadores de Joinville e fará uma retrospectiva das empresas sob controle dos trabalhadores, além de debater as perspectivas do movimento. A comissão organizadora é composta por sindicatos de várias regiões do país, movimentos sociais e pelo mandato do vereador Adilson Mariano (PT).

O objetivo do ato é marcar politicamente a data e divulgar a história do Movimento das Fábricas Ocupadas. A primeira fábrica ocupada por trabalhadores no Brasil foi a Cipla, em 31 de outubro de 2003. A experiência da fábrica joinvilense durou até 31 de maio de 2007, quando foi encerrada por uma intervenção federal com cerca de 150 homens armados.

Dez anos de luta

Durante esse período, nasceu e desenvolveu-se o Movimento das Fábricas Ocupadas. Ele chegou a reunir dezenas de empresas brasileiras, as quais lutavam pela estatização. Dez anos depois do acontecimento que desencadeou a maior experiência de auto-gestão operária do país, a fábrica Flaskô é a única que conseguiu resistir às adversidades e mantém a chama da resistência acesa.

Está confirmada a presença de uma delegação de funcionários da Flaskô (Sumaré-SP). Também faz parte do cronograma do ato a divulgação do livro “Fábricas Ocupadas e Controle Operário”, de Josiane Verago. O livro de 258 páginas trata sobre os casos Cipla, Interfibra, Flaskô e Zanon – fábrica esta da Argentina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

treze − um =