Projeto da hora extra do recesso está na Câmara

Já está na Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ) o projeto de lei que regulamenta o pagamento de horas extras para quem trabalhou no recesso do final de 2012. Se aprovado, cada servidor terá direito a receber 100% sobre as horas trabalhadas entre os dias 21 de dezembro e 2 de janeiro. O projeto não entrou na CVJ em regime de urgência, mas deve ser analisado na próxima reunião da Comissão de Legislação, na terça-feira (19/2), às 15 horas.

Neste dia, a presença dos servidores é fundamental. “É preciso acompanhar para que o projeto tramite o mais rápido possível nas comissões e vá para votação em Plenário ainda na próxima semana”, ressalta o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter. A pressa é para que a próxima folha de pagamento seja fechada já com o acréscimo desse valor, para que ele seja pago no mês de março.

A hora extra do recesso havia sido acordada com o antigo governo para todos os servidores que trabalhassem no período. Porém, na folha do mês de janeiro – paga no início de fevereiro – a maioria dos funcionários do São José não recebeu. Após manifestações, o prefeito Udo Döhler afirmou que não concordava com o pagamento, mas que como determinados setores já haviam recebido, ele enviaria um projeto à CVJ para regulamentar o pagamento a todos.
Dos trabalhadores que já foram contemplados, alguns tiveram a hora extra calculada sobre 50%. Como o projeto estabelece 100%, o restante do valor deve ser pago após a aprovação da lei, junto aos demais.

Leia o projeto na íntegra:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

9 − quatro =