Servidores do Jardim Paraíso vão paralisar

Atendimento á comunidade está prejudicado I Foto: Aline Seitenfus
Atendimento á comunidade está prejudicado I Foto: Aline Seitenfus

Os servidores públicos que atuam no programa de Estratégia da Saúde da Família, no bairro Jardim Paraíso, decidiram na segunda-feira (20/10), em reunião com o Sinsej, que irão paralisar os trabalhos. Eles exigem uma solução quanto à falta de local apropriado para atendimento após a interdição de unidades na região. A mobilização será na terça-feira (28/10), Dia do Servidor, das 8 às 12 horas. Às 9 horas, acontecerá um ato público, em frente à Unidade III.

O Jardim Paraíso possui quatro Unidades de Estratégia Saúde da Família, onde atuam seis equipes. No entanto, devido a interdições, atualmente só a equipe IV trabalha em um local adequado.

Equipes estão sobrepostas I Foto: Aline Seitenfus
Equipes estão sobrepostas I Foto: Aline Seitenfus

Essa é a quarta vez que os trabalhadores reúnem-se em busca de uma solução para o problema. Porém, como a Prefeitura ainda não tomou nenhuma providência, eles decidiram agir, visando o bom atendimento da população. “Nós não conseguimos mais lidar com isso. A situação está prejudicando a ação do servidor e colocando em risco a saúde do usuário”, disse a enfermeira Elisiane Scottine, da Unidade V. Só neste local, são três equipes dividindo o ambiente já precário para uma.

O Sinsej aproveita o momento e convida a comunidade do Jardim Paraíso para participar do ato público do dia 28. A atual situação prejudica não apenas os profissionais, mas principalmente a população. A Unidade III fica na Estrada Timbé, 7130.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

16 + 14 =