Servidores de Joinville voltam a paralisar dia 29

Servidores apresentaram contraproposta I Foto: Aline Seitenfus
Servidores apresentaram contraproposta I Foto: Aline Seitenfus

Os servidores municipais de Joinville farão nova assembleia em frente à Prefeitura, com paralisação, na terça-feira (29/3), às 9 horas. No dia 22, eles rejeitaram a proposta feita pela Prefeitura no tocante ao reajuste salarial. O governo ofereceu dividir a reposição da inflação em quatro vezes, com a última parcela para fevereiro de 2017.

O Sinsej já protocolou ofício pedindo uma nova reunião de negociação e informando a contraproposta da categoria, que apresenta duas possibilidades:

1 – Reposição da inflação em parcela única, na data-base, que é 1º maio.

2 – Reposição da inflação parcelada, porém não ultrapassando dezembro de 2016 e acrescida de ganho real.

Inicialmente, a pauta de reivindicações dos servidores previa a inflação mais 5%. Também pedia equiparação do vale-alimentação ao da CIA Águas de Joinville, entre diversas outras questões. Além do parcelamento do reajuste, o governo ofereceu licença-paternidade de 20 dias. O vale-alimentação seria reajustado pelo índice do INPC, como já é previsto em lei municipal.  O prefeito Udo Döhler também se comprometeu a abonar as horas de paralisação nos dias 15 e 22 de março.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 + cinco =