Em visita à E.M. Profª Anna Maria Harger direção do Sinsej confirma: Prefeitura não consegue garantir a segurança sanitária necessária ao retorno das aulas

A direção do Sinsej esteve na manhã de hoje (10) acompanhando a entrada dos alunos da Escola Municipal Professora Anna Maria Harger, no bairro Guanabara, para dialogar com a comunidade escolar sobre a contaminação comunitária de Covid-19 que a unidade escolar está passando.

O que se encontrou foi uma comunidade assustada, tanto pela falta de informação, como pelo menosprezo da prefeitura diante da grave situação. Sem o mínino de organização que garanta o distanciamento social, pais e alunos se aglomeram na entrada da escola à espera da aferição de temperatura para ter acesso ao prédio. Além disso, causa indignação e preocupação o fato de que apenas as pessoas sintomáticas foram afastadas, sem testagem para os que tiveram contato com elas, que seguem a rotina do retorno às aulas.

A presença do sindicato nos portões da escola confirmou o que a direção já havia alertado: a Prefeitura não consegue garantir a segurança sanitária necessária ao retorno seguro das aulas. O nível de contágio da Covid-19 na região se mantém gravíssimo e, segundo boletim publicado pela Prefeitura na terça-feira (9), a cidade já registrou 53.534 casos desde o início da pandemia, com 230 novas confirmações somente ontem, 136 internações e 1.712 pessoas em isolamento domiciliar.

Não há mais o que esperar! A direção do Sinsej quer esclarecimentos sobre a forma como se deu a desinfecção da escola em virtude do surto e exige a suspensão imediata das aulas presenciais até que a prefeitura aplique testes (PCR) em todos os casos suspeitos e os que tiveram contato. Não podemos aguardar que novos surtos aconteçam, colocando em risco a saúde e a vida de todas e todos.

Volta às aulas, só com garantia à saúde dos servidores e da comunidade escolar com o devido cumprimento do protocolo sanitário e a testagem em massa.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × 5 =