Campanha Salarial: Sinsej e Prefeitura agendam reunião para início da negociação

Em reunião realizada entre a Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) da Prefeitura de Joinville e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville e Região (Sinsej), encaminhou-se o  início da negociação da Campanha Salarial 2021/2022. A primeira reunião para início da negociação ficou agendada para o dia 27 de maio. A pauta de reivindicações do Sinsej, apresentada em abril à prefeitura, contém 47 pontos.

A reunião com a SGP, realizada na tarde desta terça-feira, 18 de maio, contou com a participação da secretária Cinthia Friedrich e do prefeito Adriano Silva (Novo), que garantiu à presidenta do Sinsej, Jane Becker, que realizará concurso público ainda este ano. Ele também se comprometeu a pautar na próxima reunião a reposição dos descontos dos dias de paralisação e de greve dos servidores públicos de Joinville.

Durante a reunião, o prefeito Adriano Silva informou que aguarda um retorno do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC) para verificar a viabilidade legal para conceder a reposição anual aos servidores de 7,59% em uma única parcela. O Sinsej exige que Adriano cumpra o que anunciou no dia 11 de maio e que faça valer a reposição da inflação, especialmente porque não há qualquer vedação pela Lei Complementar 173/2020 para o reajuste pela inflação para todos os servidores públicos.

Pauta de reivindicações

Entre as 46 reivindicações apresentadas pelo Sinsej à prefeitura, estão a retirada dos projetos de reforma da Previdência do prefeito Adriano Silva (Novo); a revisão dos vencimentos pelo INPC acumulado entre 1º de maio de 2020 a 30 de abril de 2021, sem parcelamentos; a reposição de 4% para recuperação das perdas salariais históricas da categoria; a reposição do desconto dos dias de paralisação; e a regulamentação das 30 horas semanais sem desconto nos salários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

10 − 2 =