Vereadores dão golpe nos servidores e encaminham votação da reforma da Previdência para hoje às 17h em plenário

Os vereadores membros das Comissões de Finanças e Saúde aprovaram na manhã (1º) de hoje os pareceres do vereador Wiliam Tonezi (Patriotas) sobre a Proposta de Emenda à Lei Orgânica do Município de Joinville 3/2021 (que altera a idade para aposentadoria) e o Projeto de Lei do Regime de Previdência Complementar 23/2021. Apenas os vereadores Ana Lucia Martins (PT) e Cassiano Ucker (Cidadania) mantiveram-se ao lado das servidoras e dos servidores. Os vereadores Neto Petters (Novo), Henrique Deckmann (MDB), Kiko do Restaurante (PSD) e o próprio Wilian Tonezi não apenas foram favoráveis aos relatórios, como aprovaram o encaminhamento para que as matérias sigam hoje ainda para votação em plenário.

Depois de dar celeridade à tramitação das matérias e encaminhá-las para plenário hoje ainda, o vereador Tonezi colocou em votação mais um requerimento do Sinsej e da Associação dos Auditores Fiscais de Joinville para que uma auditoria seja feita nas contas do Ipreville. “A pergunta que fazemos ao vereador é: auditoria para quê se os projetos já foram encaminhados?”, questiona a presidenta do Sinsej Jane Becker.

Diante do atropelo e da pressa da base aliada do prefeito Adriano Silva (Novo) em aprovar a reforma da Previdência, a categoria mais uma vez precisa demonstrar sua força de luta e mobilização lotando a frente da Câmara de Vereadores hoje a partir das 16h30. “Não aceitaremos pagar por uma conta que não é nossa! Hoje, mais uma vez, mostraremos aos vereadores que eles não têm o direito de colocar em risco o nosso futuro nos fazendo aceitar calados essa reforma”, afirmou.

Participe da mobilização!

A hora é agora! Vamos convocar nossos colegas de trabalho, convidar nossa família, chamar os vizinhos e amigos! Se essa reforma passar, todos sofreremos as consequências.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

14 − seis =