PEC 32 é aprovada em comissão, agora segue para o plenário

Mesmo com a mobilização dos sindicatos, movimentos sociais e partidos políticos, a PEC 32 foi aprovada por 28 votos contra 18 na Comissão Especial da Reforma Administrativa. O governo fez uma manobra e colocou deputados que defendem a PEC no lugar de deputados que vacilaram diante da pressão das ruas.

A Reforma Administrativa significa a privatização dos serviços públicos, o fim da estabilidade e dos concursos públicos, e continua preservando as férias de 60 dias de promotores e juízes. A PEC 32 permite a redução salarial e a jornada de trabalho dos servidores e servidoras em até 25%. 

As palavras de ordem “no plenário perde” são ditas pela oposição de deputados e sindicatos. 

As idas e vindas no relatório da PEC 32 dificultam o recebimento de informações. Foram muitas alterações até o texto ser aprovado pela comissão da Câmara. Hoje, dia 24, haverá uma plenária nacional do ramo dos servidores para decidir os próximos passos na luta contra a Reforma Administrativa. O Sinsej se compromete em manter a categoria informada a respeito das mobilizações.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro × cinco =