Nota de repúdio – Willian Tonezi

O Sinsej repudia veementemente a atitude do vereador Willian Tonezi (Patriota), que nesta segunda-feira (3) usou o plenário da Câmara para pedir votos para o candidato ao governo do estado, Jorginho Mello (PL).

Em sua fala, Tonezi não só abertamente pediu votos, como ainda contou com a anuência do presidente da Câmara, Maurício Peixer, colega de Jorginho Mello no Partido Liberal (PL). Somente após a fala de Tonezi, é que Peixer lembrou o parlamentar que ele não poderia ter usado o espaço para pedir votos.

Atual senador da república, Jorginho Mello (PL) disputa com Décio Lima (PT) o segundo turno da eleição para governador do estado. Defensor da privatização dos correios, o candidato tem um histórico de votações contra os trabalhadores no senado.

A atitude demonstra que o vereador Willian Tonezi perdeu completamente a noção do que significa o trabalho de um vereador e suas responsabilidades com a democracia. Não só se sente a vontade para desrespeitar as regras da própria casa de leis, como sequer se preocupa em fazer isso de forma velada. Faz, como se fosse a coisa mais normal do mundo. Como se não estivesse errado. Mauricio Peixer por sua vez, ao invés de exercer sua função como presidente da Câmara, permite que seja feita campanha para seu candidato a governador em pleno plenário.

O sindicato cobra dos vereadores que tenham respeito pelo processo eleitoral e pelo cidadão joinvilense, que vai até a Câmara reivindicar seus direitos e não participar de comícios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × 1 =