Ato defenderá serviços públicos de qualidade

Nesta quarta-feira (5/12), às 17h30, acontecerá uma manifestação em frente à Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) de Joinville – Rua Nove de Março, 817. A iniciativa tem o objetivo de chamar a atenção para o descaso e a omissão do Governo do Estado em relação aos principais serviços públicos. Esse foi o encaminhamento da audiência pública do dia 21 de novembro que reuniu cerca de 100 pessoas na Câmara de Vereadores para debater os problemas da educação na cidade. O Sinsej participara da atividade e convida os servidores públicos a comparecer.

Os movimentos sociais estão representados pelo Comitê de Luta em Defesa dos Serviços Públicos. A proposta da manifestação partiu do vereador Adilson Mariano (PT). “O que motivou a ideia foi a falta de respostas concretas do governo de Santa Catarina. Nossa única alternativa é sair às ruas”, destaca o parlamentar. As cobranças dos manifestantes estão divididas nos eixos saúde, educação e segurança pública (ver abaixo).

No convite divulgado pela internet, o Comitê relata algumas situações de conflito com o governo. “Exemplo do descaso e omissão do Estado é a falta de diálogo com os servidores da saúde em greve”. A isso se somam as críticas feitas na audiência pública sobre o fim das extensões estaduais em funcionamento em escolas do município e a necessidade de reforma nas escolas estaduais e municipais.

Seguem as reivindicações do ato nas áreas da saúde, educação e segurança pública:

SAÚDE

– Reajuste no salário dos servidores e equiparação aos vencimentos pagos pelo município de Joinville.

– Reforma e estruturação imediata dos hospitais.

– Contratação de pessoal necessário para atender a comunidade.

– Aquisição de medicamentos, materiais e equipamentos para melhor atender à população.

EDUCAÇÃO

– Manutenção das extensões nas escolas municipais até o governo construir novas escolas.

– Reforma e manutenção de todas as escolas municipais durante no período de recesso escolar de 2012/2013.

– Aplicação imediata do piso nacional do magistério, garantindo o plano de carreira da categoria.

– Realização imediata de concurso público para atender a demanda de vagas no Estado.

SEGURANÇA PÚBLICA

– Contratação de mais agentes para a segurança pública (policiais e agentes prisionais).

– Reestruturação das delegacias de Polícia Civil, com a contração de mais agentes e delegados, principalmente na Delegacia da Mulher.

– Integração dos sistemas de segurança pública e de saúde, principalmente no atendimento às mulheres.

– Audiência com o governador de Estado para tratar da reestruturação do Presídio Regional de Joinville.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 10 =