Sinsej espera agilidade nas soluções sobre o HMSJ

Desde o começo da atual gestão da Prefeitura de Joinville, o Sinsej procura estabelecer o diálogo com Hospital São José para solucionar os vários problemas existentes. Os principais itens neste momento dizem respeito à regulamentação do descanso dos trabalhadores que cumprem jornada de 12 horas e à construção de um ambiente adequado para o “conforto” – ambiente de repouso.

Na reunião ocorrida dia 21 de março, a direção da instituição comprometeu-se a entregar uma proposta que viabilizasse as duas questões em no máximo 60 dias. Porém, já passaram-se 120 dias e não houve sequer uma sinalização de avanço.

A proposta do sindicato sempre foi resolver os problemas em nível administrativo, sem enfrentamentos, pois entende que o ideal é manter o serviço público de forma ininterrupta. Por isso, considera como melhor opção discutir os problemas específicos do hospital com a equipe do mesmo.

Porém a direção do hospital enviou ofício solicitando que as discussões fossem feitas nas reuniões da mesa de negociação permanente. Como o objetivo da mesa de negociação não é este, mas sim discutir os itens pendentes da Campanha Salarial deste ano, o Sinsej acredita que os diálogos podem ficar saturados e improdutivos.

Apesar disso, o Sinsej espera que a mesa de negociação da Prefeitura demonstre agilidade nas discussões pendentes sobre o São José e consiga encaminhar a solução para os problemas enfrentados pelos trabalhadores desse local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + 8 =