Servidores da Fundema terão assembleia terça

No dia 18 de junho o presidente da Fundema, Juarez Tirelli dos Santos, assinou um memorando transferindo oito servidores de setores da fundação. Os atingidos foram técnicos administrativos que fizeram greve. Para os trabalhadores, a medida era uma clara perseguição. “O critério utilizado fere o princípio de impessoalidade na administração pública”, avaliou o vice-presidente do Sinsej, Tarcísio Tomazoni Júnior, que acompanhou a situação.

Os servidores reuniram-se com os diretores sindicais na última quarta-feira. Participaram do encontro não apenas os técnicos atingidos, mas outros servidores do local que se preocupam com a situação. No mesmo dia, trabalhadores e sindicalistas foram à Câmara de Vereadores, na reunião da Comissão de Urbanismo e Serviços Públicos. Estava em pauta a reforma administrativa, que atinge diretamente à Fundema.

Em abril deste ano, quando este assunto começou a ser discutido, uma das promessas dos vereadores e da Prefeitura era de que nenhum servidor seria prejudicado com as modificações na fundação. Os vereadores pediram para que o sindicato formalizasse esta denuncia à comissão por escrito. Os diretores do Sinsej também conversaram com o diretor executivo do gabinete do prefeito, Luiz Cláudio Gubert. No ano passado, a Prefeitura não aceitou regulamentar a forma de transferência no município, como reivindicava a categoria, mas pediu para ser informada se alguma medida intransigente neste sentido acontecesse neste governo.

Todos os servidores da Fundema estão convocados para uma assembleia, que acontece na próxima terça-feira (1º/7), às 14h30 horas, no Sinsej.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 8 =