Resposta ao radialista Toninho Neves

Na manhã de ontem (13/11), o radialista Toninho Neves fez errôneas acusações aos professores durante seu programa na Rádio Colon AM. Para o Sinsej, a declaração foi desrespeitosa com todos os profissionais da área.

 “Este negócio de atestado na área da educação é um problema sério. Tem professor que falta dois ou três dias por mês. Isso é sagrado. Se for pegar a grade da presença do professor, ele falta mensalmente por alguma razão, sempre apresentando a desculpa do atestado médico. Professor gosta muito de atestado médico”. Tal generalização foi feita por Toninho sem nenhuma informação concreta. O sindicato exige um pedido de desculpas e considera que os seguintes esclarecimentos, sobre a situação dos educadores da rede municipal de ensino, são necessários:

O governo deve muito no quesito saúde para seus trabalhadores. O Ambulatório do Servidor, que deveria ser a unidade de referência neste sentido, nem sequer dá conta das atribuições de medicina do trabalho. Há anos nenhum servidor faz exame periódico. Também não existe acompanhamento para avaliar as condições de trabalho nas mais de 300 unidades da estrutura municipal. Não há atendimento clínico especializado, nem apoio adequado em afastamentos. É um universo de 12 mil trabalhadores desamparados e sem perspectivas para a saúde.

Não bastasse isso tudo, as condições de trabalho dos professores e demais servidores públicos deveriam envergonhar a Prefeitura. Os professores lutam até hoje pela instalação de ar-condicionado nas salas de aula, pelo fim da hora “termo”, pela concessão de passe-professor, enquadramento do doutorado na tabela salarial, implantação dos 33% de hora-atividade (prevista em lei federal desde 2008), entre outras questões. Além disso, recentemente surgiu um novo problema: a perspectiva de fechamento de turmas em 2015, que irá gerar superlotações em diversas salas. Para o presidente do sindicato, Ulrich Beathalter, “é louvável que os professores estejam com saúde e trabalhando. E eles estão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − 1 =