Servidores do Caps III entram no quarto dia de greve

Amanhã acontece reunião na Prefeitura I Foto: Aline Seitenfus
Amanhã acontece reunião na Prefeitura I Foto: Aline Seitenfus

Os servidores do Centro de Atenção Psicossocial III Dê-Lírios (Caps III) entraram hoje (18/9), no 4º dia de greve. A decisão foi tomada porque a Prefeitura tenta aplicar um aumento de carga horária sem reajuste de salário e sem nenhuma justificativa. O Sinsej acredita que esta é uma experiência que, se exitosa, o governo tentará levar a mais setores da administração, para mascarar a grave falta de pessoal em diversos locais.

Atualmente, a carga horária semanal no CAPS III varia entre 30 e 42 horas, de acordo com a função desempenhada. Há trabalhadores que, pela natureza de sua função, têm carga horária de 30 horas semanais determinada por lei federal. O governo de Joinville, no entanto, deseja aumentar a jornada de todos para 44 horas. Quem não aceitar será punido com a perda da gratificação recebida pelos trabalhadores do local.

Reunião com o governo

Na sexta-feira (15/9), o prefeito recebeu os diretores do Sinsej, mas não quis discutir a greve no Caps. Nova audiência entre entidade sindical e governo acontece amanhã (20/9), às 9h30.

Na quinta (21/9), às 19 horas, no sindicato, toda categoria é convidada a participar de assembleia geral. Será deliberado sobre a precarização de todo o serviço público em Joinville.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 1 =