Prefeitura parcela dívida com o Ipreville

Em sessão extraordinária durante o período de recesso, a Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ) aprovou hoje (29/12) o parcelamento da dívida da Prefeitura com o Ipreville. Com isso, o Executivo fica autorizado a parcelar em 60 vezes o valor de R$ 14.840.614,75, referente ao repasse dos meses de julho a outubro de 2011, da parte patronal da contribuição previdenciária dos servidores municipais. Está incluso nesse montante ainda multa, juros e correção monetária do período de julho a novembro de 2010, que também foi atrasado.

O diretor do Sinsej, Jean Almeida, acompanhou a reunião das comissões técnicas e a sessão, posicionando-se contra o parcelamento. “Vemos essa medida com muita preocupação pelo futuro do Ipreville”, alertou. Para ele, a Prefeitura deveria encerrar essa forma de adiamento da obrigação patronal com a previdência dos servidores, já utilizada em outros governos. O Sinsej tem direito a uma vaga no Conselho do Ipreville e, na última reunião, o presidente do sindicato, Ulrich Beathalter, também se manifestou contra a medida.

Hoje, o Ipreville apresenta situação estável, mas que pode ser fragilizada por medidas como essa. Longos parcelamentos levam a Prefeitura a se comprometer com parcelas sempre maiores, o que pode ser insustentável. Segundo o suporte técnico da CVJ, o projeto apresentado é carente de informações sobre as origens da dívida e os parcelamentos já feitos em outras gestões, ainda não quitados. A principal preocupação do Sinsej é de que a Prefeitura se obrigue a fazer novos parcelamentos futuramente, comprometendo a aposentadoria dos servidores municipais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 − catorze =