Batalha para impedir terceirização continua

Foto: Johannes Halter
Foto: Johannes Halter

Na tarde desta quarta-feira (9/4), mais de 100 servidores se reuniram na Câmara de Vereadores de Joinville. O objetivo foi impedir a aprovação nas comissões dos projetos que terceirizam a saúde municipal. Diante da pressão da categoria, os parlamentares adiaram a decisão. Porém, aqueles alinhados com Udo Döhler (PMDB) realizaram mais uma manobra. Inicialmente, convocaram uma reunião extraordinária das comissões de finanças e saúde para amanhã (10/4). Depois, modificaram o encaminhamento desmarcando o que estava agendado para amanhã e chamando uma reunião conjunta de finanças, legislação e saúde na segunda-feira. Eles pretendem passar por cima da categoria e da legislação para atender aos desejos da Prefeitura.

O Sinsej modifica o encaminhamento divulgado anteriormente e convoca os servidores para novamente ocupar o espaço, na segunda-feira, a partir das 14 horas. O sindicato também alerta que já há relatores definidos. O que significa que na próxima reunião as comissões irão votar e podem encaminhar para a apreciação em plenário no mesmo dia.

Saiba mais sobre a tentativa de terceirização da saúde jonvilense

O Sinsej defende que a solução para a saúde da cidade passa pela abertura imediata de concurso público, investimentos financeiros em estrutura pública e vontade política de melhorar os serviços. A saúde é um serviço fim do Estado. Repassar a responsabilidade da Prefeitura para terceiros não é lógico financeiramente, apenas transfere dinheiro público para o setor privado. Além disso, precariza as condições de trabalho e de atendimento.

Foto: Johannes Halter
Foto: Johannes Halter

Texto atualizado às 21h36

Batalha Para Impedir Terceirização Continua

Flickr Album Gallery Powered By: WP Frank

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × 1 =