Contra a terceirização em Garuva

O Sinsej convida todos os servidores de Garuva a participarem de reunião nesta terça-feira (21/10), às 17 horas, para organizar a luta contra a extinção de cargos no funcionalismo municipal da cidade. A reunião será na sede da entidade, que fica na Avenida Celso Ramos, 1846, sala 1.

Entenda a situação

Tramita na Câmara de Vereadores de Garuva, desde setembro deste ano, um projeto de lei complementar que extingue os cargos de cantoneiros, recepcionista, vigilante e auxiliar de serviços gerais. De forma imediata, deixarão de existir as vagas que estão em aberto. No entanto, o projeto também explicita que, na medida em que os últimos servidores nomeados se aposentarem, forem exonerados ou demitidos, nenhum novo trabalhador poderá ser chamado.

O sindicato não foi consultado sobre o assunto e tem desacordo com a medida. Este é um ataque conhecido, já realizado por outros governos, para terceirizar os serviços públicos. Com isso, a administração se exime da responsabilidade para a qual foi eleita e transfere dinheiro do povo para a iniciativa privada.

Mobilização

A previsão é de que este projeto seja votado na Câmara em 27 de outubro. Neste dia, os servidores devem comparecer à  sessão, às 19 horas. A comunidade pode ser convidada. Os trabalhadores também estão impulsionando um abaixo-assinado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezoito + seis =