Servidores públicos municipais de Joinville decidem por paralisação nesta terça-feira (3)

Nova assembleia será realizada às 9 horas em frente à PMJ

Os servidores públicos municipais de Joinville vão paralisar as atividades e realizar Assembleia Geral em frente à Prefeitura nesta terça-feira, dia 3, às nove horas da manhã. A assembleia vai deliberar sobre a volta às aulas presenciais anunciada para acontecer a partir do mesmo dia. A categoria está em estado de greve e pode decidir pela greve caso o governo insista colocar em risco a vida e a saúde dos professores, alunos e familiares, em plena pandemia da covid.

Enquanto a Prefeitura usa da informação de que o potencial de risco diminuiu de gravíssimo para alto na região, o Sinsej alerta que o risco de contágio continua, assim como continuam os óbitos decorrentes do novo coronavírus. Até a manhã deste sábado (31), conforme dados do Portal da Transparência municipal foram contabilizados mais de 23,2 mil casos confirmados e 371 mortes na cidade.

As escolas não possuem a estrutura e nem o pessoal necessários para garantir a segurança sanitária para a comunidade escolar, assim como os alunos e pais não podem tomar para si a responsabilidade de um provável contágio. É preciso salientar, ainda, que a modalidade híbrida de ensino que está sendo proposta pela Secretaria de Educação vai tornar mais difícil e oneroso o trabalho do professor, que já está cumprindo muito mais horas para dar conta do material online.

O Sinsej convoca toda a categoria para participar da assembleia usando os equipamentos de proteção individual, como máscara e álcool gel, e adotando o distanciamento social.

Nossas vidas importam!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

treze + treze =