Reajuste zero para os servidores de Joinville

Reunião com o prefeito ocorreu hoje, às 14 horas I Foto: Francine Hellmann
Reunião com o prefeito ocorreu hoje, às 14 horas I Foto: Francine Hellmann

Os diretores do Sinsej voltaram a se reunir hoje com Udo Döhler e a equipe de governo. Esta foi a segunda audiência da Campanha Salarial e, até o momento, quase não houve avanços. Se depender do prefeito, este ano não há como conceder aumento salarial.

Uma informação divulgada na reunião pela secretária de Gestão de Pessoas, Rosane Bonessi, é importante ser ressaltada: um novo laudo ambiental de insalubridade estaria sendo finalizado nos próximos dias. Os servidores de Joinville já conhecem esta história, a revisão da concessão dos adicionais de insalubridade nunca vem para beneficiar os trabalhadores. De acordo com as palavras do prefeito, “não existe local insalubre”.

A categoria encontra-se em estado de greve desde 15 de março e deve decidir os próximos passos da Campanha Salarial na assembleia que ocorre amanhã, às 9 horas, em frente à Prefeitura. Neste dia os servidores estarão paralisados, acompanhando mobilização nacional contra as reformas da Previdência e Trabalhista, do governo Temer. Às 10 horas ocorre ato público, no mesmo local, com a presença de entidades e movimentos sociais de toda cidade.

O Sinsej reforça o chamado aos trabalhadores para a paralisação e participação nas atividades de amanhã.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco − quatro =