Dirigentes do Sinsej estão em Brasília na luta em defesa dos serviços públicos e contra a PEC 32

Nesta semana, as diretoras Camila e Zoe Dalri estão representando o Sinsej em Brasília na delegação do Fórum dos Servidores públicos de Santa Catarina, na luta em defesa do serviço público e contra a Proposta de Emenda à Constituição da “reforma” administrativa (PEC 32/2020), em tramitação na Câmara dos Deputados. Já estiveram representando o Sindicato, junto à delegação: Jane Becker, Flavia Veiga e Geovani Lampugnani.

O objetivo é reforçar a mobilização nacional que semanalmente reúne sindicalistas e servidores de diversas categorias em manifestações no aeroporto e no Congresso Nacional, buscando dialogar com os parlamentares para que votem pela rejeição da reforma. As duas dirigentes também vão reforçar as atividades pelo voto contrário à PEC 23, que regulamenta o calote nos precatórios, em pauta no Senado.

Depois de muito trabalho do Fórum, dos 16 deputados catarinenses, até agora Celso Maldaner (MDB), Pedro Uczai (PT) e Hélio Costa (Republicanos) se posicionaram contrários à Proposta da “reforma” administrativa, mas é preciso confirmar mais votos em defesa do serviço público. Por isso, enquanto uma delegação está em Brasília, está sendo organizado pelo Fórum o Café sem PEC, em frente à casa do parlamentar Daniel Freitas (PSL), em Criciúma, a fim de sensibilizar o deputado e mostrar que as categorias estão mobilizadas. Já foram realizados cafés em frente à casa das deputadas Angela Amin (PP) e Geovania de Sá (PSDB).

Em SC, o Fórum conseguiu articular nos legislativos municipais a confecção de 30 moções contrárias à Proposta, como também a realização de audiências públicas na Assembleia Legislativa estadual e nas câmaras municipais.

A PEC 32 é muito mais que uma “reforma”, pois altera 27 dispositivos na Constituição. Entre muitos outros pontos polêmicos, Zoe alerta que a Proposta vai acabar com os concursos públicos, priorizando contratos temporários e indicação de apadrinhados políticos; vai acabar com a estabilidade do servidor e com as gratificações por tempo de serviço, como anuênio, triênio, quinquênio e licença-prêmio. “Por isso estamos bem motivadas a participar desta luta e defender os direitos dos trabalhadores. Nenhum direito a menos!”, diz.

“Queremos ampliar direitos e não vamos aceitar que retirem o que já conquistamos!”, completa Camila.

Diretoras do Sinsej Camila e Zoe Dalri juntam-se à delegação do Fórum dos Servidores Públicos de SC em Brasília na luta contra a PEC 32
Diretoras do Sinsej Camila e Zoe Dalri juntam-se à delegação do Fórum dos Servidores Públicos de SC em Brasília na luta contra a PEC 32

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

13 + 12 =